CONSTELAÇÃO FAMILIAR E MÚSICA SIDERAL

Constelação Sistêmica é uma abordagem terapêutica pela qual se torna possível identificar e solucionar problemas e conflitos de pessoas, empresas e organizações.

Tudo e todos somos partes de um sistema e, como tal, sofremos influências do sistema.

É um método eficaz e poderoso para reconhecer emaranhamentos na vida familiar do ser humano, trazendo relaxamento da tensão e compreensão nas situações problemáticas vivenciadas na família. Isso permite que o amor flua entre os membros do sistema familiar.

Criada pelo Terapeuta alemão Bert Hellinger, a Constelação Familiar mostra como as forças entranhadas dentro do Sistema Familiar podem ser redirecionadas para o equilíbrio, quando membros desse sistema são reconhecidos, respeitados e colocados no seu devido lugar. Várias gerações são envolvidas, trazendo a compreensão das implicações fatídicas e inconscientes dentro das famílias

Através da Constelação Familiar pode-se trazer à luz a dinâmica escondida no Sistema Familiar e desenvolver a força interior desta família.

A capacidade de entender seu próprio comportamento fica ampliada, sendo possível a reconciliação consigo mesmo e com os outros membros do Sistema. Dissolvendo os “nós” familiares antigos, a pessoa libertar-se e os efeitos são estendidos às gerações passadas e futuras de sua família.

O sistema familiar é um grupo de pessoas que se mantêm unidas por vínculos de sangue e por uma força invisível, que é o amor, independentemente de se conhecerem, terem convivido entre si ou terem consciência desse amor. Quando chegamos ao mundo no seio de uma família, não herdamos somente a genética, mas também, sistemas de crença e esquemas de comportamento.

Rupert Sheldrake, biólogo estudioso e pesquisador dos segredos da mente, explica que, dentro dos campos morfogenéticos, os objetivos do processo são atraídos para este espaço multidimensional; as ideias e situações já conhecidas dentro do seu campo atraem as situações porque já existe uma memória intrínseca pela ressonância mórfica do nosso campo mental.

A Criação foi mobilizada como um teclado constelar. Toda a realidade é movimento vibratório e produz ondas de diversas dimensões. Não é fantasioso afirmar que a oscilação vibratória do Cosmos “produz som” audível e não audível, que influencia qualquer campo morfogenético. Segundo a Tábua de Esmeralda de Hermes Trimegisto: “O que é acima é abaixo. O que é adentro é afora”.

Gnose implica em sabedoria para a autotransformação. Por isso, ela indica a Senda da Felicidade através da descoberta dos verdadeiros mistérios e missões de nossa vida, do que foi chamado pelo mestre gnóstico Samael Aun Weor de Autorrealização Íntima do Ser. Grandes almas que alcançaram essa autorrealização mostraram em palavras, pensamentos e obras que a verdadeira felicidade somente é alcançada pelo buscar incessante do bem-estar e da felicidade do semelhante, mas que, em termos de transformação, cada um é responsável pelo seu próprio Despertar de Consciência.

Em 13 de maio, a Associação Gnóstica de Brasília promoverá, através do palestrante internacional gnóstico Fernando Salazar Banõl, o Workshop Constelação Familiar e Música Sideral. Estão contidos na programação, entre outros a terapia primal, padrões que se repetem, possibilidades de intervenção, o que podemos obter de uma Constelação, os campos morfogenéticos e música sideral, incluindo várias dinâmicas. Consulte a programação detalhada no site da AGB e faça já sua inscrição!

Fernando Salazar Banõl é escritor, terapeuta e conferencista internacional, formado, entre outros, em Constelação Familiar e Organizacional do método Bert Hellenger

Sem comentários ainda

Deixe seu comentário

*

%d blogueiros gostam disto: